Japan International Cooperation Agency
Share
  • 日本語
  • English
  • Français
  • Espanol
  • Home
  • About JICA
  • News & Features
  • Countries & Regions
  • Our Work
  • Publications
  • Investor Relations
REPRESENTAÇÃO NO BRASILAgência de Cooperação Internacional do Japão

Notícias

Avanços no Projeto Polícia Comunitária

28/07/10

photoPerito da Polícia do Japão avalia positivamente o policiamento comunitário em São Paulo

Conhecimento, troca de experiências, interação, cursos, visitas e inspeção. Muitas atividades que certamente contribuíram muito para o enriquecimento do policiamento comunitário no Brasil aconteceram em junho.

Para começar, 10 policiais da Polícia Militar do Estado de São Paulo (PMESP) e 13 de outras unidades federativas, por coordenação da JICA, participaram do Curso de Treinamento em Polícia Comunitária no Japão. Foram 2 semanas para os policiais brasileiros conhecerem as instalações da polícia japonesa e as práticas de policiamento comunitário no sistema Koban e Chuzaisho.

Em São Paulo, por outro lado, a PMESP e a SENASP realizaram o VIII Curso Internacional de Polícia Comunitária – Sistema Koban, do qual participaram policiais de 10 estados brasileiros e do Distrito Federal, além dos paulistas. Nesta edição, foi destacada a determinação e a distribuição dos policiais participantes. O segundo o Capitão José Gabriel de Sousa Júnior, DF, orador da turma, durante a cerimônia formatura, conclamou os colegas a perseguirem seus sonhos neste trabalho que á começando com o policiamento comunitário, a partir do “belo exemplo de São Paulo de respeito à sociedade”.

Em seu pronunciamento, o Ten Cel Erisson Lemos Pita, da SENASP, reiterou aos policiais que “Nunca desistam do trabalho, e multipliquem o conhecimento adquirido, para a melhoria do estado da segurança pública”. O Comandante Geral da PMESP, Cel Álvaro Batista Camilo, acrescentou que “A razão de ser da polícia é a sociedade, e o melhor agente de mudança é a polícia”. Neste sentido, incentivou os policiais que comecem a agir e “fazer isso acontecer onde estiverem”.

Também presente na cerimônia de formatura, o Inspetor Naoto Honda, da Polícia metropolitana de Tóquio, enviado a São Paulo como perito de curto prazo, afirmou que se impressionou com as atividades de policiamento comunitário que observou nas Bases Comunitárias de Segurança da área metropolitana, onde os policiais, seguindo o modelo japonês Koban adaptado à realidade paulista, procuram o contato com a comunidade local para juntos buscarem melhorar as condições de segurança.

Segundo o perito, que ministrou palestras, inspecionou, avaliou e sugeriu práticas para a melhoria do desempenho das bases, pode-se perceber a queda drástica dos índices de criminalidade nas áreas de atuação principalmente nas regiões carentes, onde os policiais desenvolvem projetos sociais com a comunidade. A partir de longas conversas com os policiais o Sr.Honda, com um português fluente, avaliou que o policiamento comunitário em São Paulo “vai indo muito bem” em suas práticas, e que todas as novidades que conheceu, pretende levar para Tóquio.

Mais atividades e eventos do Projeto Implementação do Policiamento Comunitário Utilizando o Sistema Koban estão previstos para os próximos meses.



Carmem Kawano
Assistente do Projeto

Topo

Copyright © Japan International Cooperation Agency